Páginas

domingo, 17 de junho de 2012

Coisas ficam para trás !

   (Região de Touraine na França, 
Foto de Carla Catalão) 


"Foi até o fim, mesmo percebendo que não havia mais nada lá dentro, lá no fundo, lá no final, mais nada além de algum resto de coisas que cairam ao acaso, e que ninguém se importava em rever, recuperar, pegar, “coisas ficam para trás”, pensou enfaticamente e num lamento sustentado pela certeza de que teria que prosseguir.

“Coisas ficam para trás”, repetiu naquele momento, pretendendo que fosse apenas um observador de mais um instante, alheio, não seu. E repetiu que coisas ficam para trás, horas, dias, tempo, o tempo sem círculo, sempre linear, sempre a linearidade a ampliar a distância, por mais que íntimo, por mais que o pensamento, por mais que a força das recordações, por mais que a vivacidade do olhar, sempre parece que a linearidade do tempo é mais forte, criando crostas cinzentas, turvas, vidros embaçados tornando a visão quase nada, opaca. 

Embora mantivesse o seu olhar em direção ao que nem conseguia enxergar à sua frente, embora tudo ali tão presente, foi inevitável o breve instante em que olhou para o canto, não apenas o da estante já quase vazia, mas, e muito mais, para um canto outro, aquele que o fez engolir aquela saliva travada na garganta, como se fossem pedras."

(Texto do meu amigo I. Luiz Andrade do Blog O Silêncio e a Bagagem)



2 comentários:

  1. wonderful photo:)
    please visit me in free time:)!
    http://mesmerize87.blogspot.com/

    ResponderExcluir